fbpx
Escolha uma Página

O WooCommerce é um plugin para sites em WordPress que transforma o blog\site em uma loja virtual com todas as funções necessárias para o seu funcionamento. 

Criado a partir do open source -código aberto- para possibilitar que qualquer pessoa com conhecimento possa acessar o código fonte do software. Esta ferramenta foi desenvolvida pela empresa estrangeira WooThemes, lançada em 2011 como um plugin traduzido para múltiplas línguas, incluindo o português PTBR. 

Apesar de causar essa impressão, o WooCommerce não é uma plataforma para loja virtual, mas sim um plugin desenvolvido para funcionar através do WordPress. Ou seja, para o funcionamento do plugin é necessário o uso através da plataforma. E apesar de oferecer uma instalação descomplicada, o uso sem conhecimento pode causar sérios problemas. Acompanhe a seguir os 10 tipos de problemas que podem ocorrer no WooCommerce.  

1- Backup constante dos seus arquivos

Uma junção de uma série de funcionalidades dentro do WordPress sendo elas: funções através de plugins, compra online via WooCommerce, organização do menu via widget… Por esse motivo, é fundamental que todas essas funcionalidades estejam funcionando bem, pois se uma delas der problema, toda experiência dos visitantes é prejudicada. Algumas vezes, até uma simples atualização de um desses componentes pode causar uma quebra na estrutura. 

Por esse motivo, é necessário realizar 1 vez por semana o backup. Baita responsabilidade, não? 

2- Riscos de segurança 

Não querendo ser sensacionalista mas a verdade é essa: ter um site nessa plataforma é o mesmo que se colocar na mira de hackers e spammers. Devido ao WooCommerce ser uma alternativa de alta popularidade que se encontra no WordPress, ele acaba se tornando alvo de ataques nada agradáveis e os iniciantes são os principais alvos para estes usuários mal intencionados. 

É muito comum que pesquisadores de segurança descubram graves falhas na plataforma, o que facilita bastante a invasão de hackers. Suas técnicas utilizando códigos maliciosos fazem com que fique cada vez mais difícil de rastreá-los. Por isso é importante tomar muito cuidado ao optar pelo WooCommerce e contar com a ajuda de programadores para te guiar nessa experiência. 

3- Perda de banco de dados

A mensagem “Error Establishing a Datebase Connection” pode soar conhecida para usuários com maior vivência na plataforma. E o que isso significa?

A mensagem acima é um dos indicadores de que a conexão do WordPress foi interrompida com sua base de dados. Seus dados de login para o banco de dados podem ter mudado, por exemplo, ou talvez o nome da base tenha sofrido alguma alteração -por menor que seja-. Na pior das hipóteses, o banco pode ter sido corrompido por alguma razão difícil de mapear. E nesse caso, se você não tiver backup, perderá todas as informações da sua loja virtual. Problemão, não é mesmo? 

Isso geralmente acontece quando o seu site passa a receber uma carga maior de tráfego do que aquela que a sua hospedagem consegue suportar. 

4- Dificuldade de implementação 

É comum o pensamento errôneo entre os iniciantes de que, ao instalar o WooCommerce, eles estarão aptos para construir uma loja de e-commerce profissional. Mas não é o que acontece. 

Um bom aproveitamento tanto do WooCommerce quanto do WordPress apresenta dificuldades de implementação até mesmo para quem já está adaptado aos sistemas. Ou seja, por mais que a instalação seja descomplicada, ainda sim você precisa estar ciente de que a implementação requer habilidade, conhecimento das extensões adequadas e todos os testes necessários para a aplicabilidade das compras.

5- Necessidade de constante atualização 

Se você é uma pessoa que não se atenta aos cuidados periódicos que um programa\software\plugin necessitam preste bem atenção ao usar o WooCommerce. Isso porque quando as atualizações e revisões de segurança do plugin não são observadas, a performance da plataforma pode ficar comprometida, trazendo situações nada agradáveis. Lojas virtuais funcionam como um bem durável e precisam de atenção e medidas eficazes para que não se tornem muito lentes e sem precisão. O problema em questão é que manter seu WordPress atualizado está longe de ser uma tarefa fácil. 

E você não vai querer assumir o risco de deixar um tema, plugin ou a própria plataforma em si desatualizada, não é mesmo? 

6- Risco na atualização de temas

Seja para aumentar a segurança, seja para acompanhar as novidades da era digital, os plugins e extensões sofrem atualizações toda semana. Mas a necessidade de constante atualização não é o problema em si, mas sim a forma como você decide realizar essa atualização.

Basta você atualizar o seu tema sem que ele esteja acompanhado da nova versão da plataforma ou de plugins compatíveis para que você veja a tragédia acontecer. Assim sendo, ao atualizar um tema, você pode expor sua loja online a riscos que podem, inclusive, afetar seus clientes. 

7- Desempenho e velocidade comprometida

É sempre bom lembrar que o WooCommerce não é uma plataforma de comércio online. Isso significa que, para funcionar como tal, adaptando-se às exigências e comportamentos do comprador, o sistema requer a instalação de novos plugins. Para isso, as implementações exigirão mais trabalho com atualizações e por conseguinte, mais lentidão no carregamento do back end (e talvez, no front end).  

Além disso, há também uma lista considerável de plugins e temas criados por empresas estrangeiras que, além de exigir atenção extra, irão obrigar você a manter contato em inglês. 

8- Configurações de meios de pagamentos complicados

Por estar na plataforma de criação de sites mais utilizada no ranking mundial, o WooCommerce começou permitindo apenas pagamentos por transferência bancária de depósito. Logicamente, esses meios de pagamentos são limitados e rapidamente se alcançou a integração com os meios de pagamentos mais famosos do mundo. 

Para que isso pudesse acontecer, uma boa parte das empresas precisou desenvolver suas próprias extensões de pagamento e disponibilizá-las para a ferramenta. 

Vale lembrar que, como explicamos acima, o WooCommerce foi desenvolvido em open source, o que significa que é possível alterar o código da ferramenta para tentar adequá-las às necessidades do seu negócio. Mas, como nem tudo são flores, todo cuidado é pouco. Qualquer caractere fora do lugar pode causar erros e até mesmo tirar o site do ar. Outros problemas como redirecionamentos errados durante a confirmação de compra e inviabilização do fluxo de status do pedido também são relatados. 

9- Erro interno do servidor

O erro interno do servidor é outro dos problemas mais assustadores para qualquer pessoa que trabalha com WordPress. O problema compromete o seu site deixando-o fora do ar, fazendo com que você perca visitantes e clientes. E descobrir como colocar seu site WordPress no ar novamente é uma verdadeira batalha. As razões para o problema são inúmeras, sendo elas: 

  • Cache do navegador 
  • Credenciais incorretas de login no banco de dados
  • Banco de dados corrompido
  • Arquivos corrompidos na sua instalação do WordPresss
  • Problemas com o seu servidor de banco de dados
  • Arquivos principais do WordPress corrompidos 
  • Entre outros

10- Credibilidade comprometida 

Ao navegar na Internet usando o Google Chrome, você deve ter notado que em algumas páginas têm um aviso “não seguro” ao lado de seus URLs. O navegador exibe esse aviso quando um site não está usando um certificado SSL. Se suas páginas acionarem essas mensagens nos navegadores dos usuários, isso pode prejudicar a credibilidade do seu site, impactar seu nível de tráfego, SEO e tacas de conversão. E para evitar que isso aconteça, você deve instalar um certificado de SSL. 

Pois é, isso são apenas os 10 de muitos problemas que podem ocorrer nesse plugin open source. Sabemos que tudo o que buscamos é uma plataforma descomplicada e com a menor chance de possíveis dores de cabeça e é pensando nisso que viemos te apresentar a Integrai. 

Uma ferramenta que chamamos de IPASS – integração como serviço. Nela, você terá todas as integrações dentro de uma só plataforma. São inúmeras as vantagens para migrar e contar com a Integrai e uma delas é a possibilidade de instalar apenas um módulo. Sua loja irá funcionar de forma completa e o melhor: sem grandes dores de cabeça. 

Quer conhecer mais? Acesse nosso site e entre em contato conosco e iremos tirar quaisquer dúvidas que surgir!

gtag('config', 'AW-10790517643');